quinta-feira, 15 de abril de 2010

Piquenique da Páscoa


É domingo de Páscoa!

Pela manhã, muito cedinho , alguns dos elementos da minha família alargada saem com os seus carros carregadinhos das iguarias pascais rumo aos campos do meu Alentejo.
Os meus irmãos pescam nas suas horas livres e, por isso, conhecem todos os belos recantos junto a rios, ribeiros e barragens. O local do piquenique é pois escolhido por eles.
Chegados ao campo é necessário escolher mesas ou local para as colocar e aguardar a chegada do resto da tribo. Essa vai chegando ao longo da manhã e acrescentando acepipes aos que já estão na mesa. E ,claro, vai-se pesticando e matando saudades…que a tribo anda espalhada pelo país e o mundo, mas tenta regressar para o delicioso piquenique Pascal.
Os mais novos ensaiam as primeiras “voltinhas” de bicicleta ou triciclo… e exploram o local gozando a liberdade de correr e saltar pelo campo sem os habituais constrangimentos.
Está a chegar a hora de fazer a caminhada de reconhecimento …lá vamos pela planície a admirar a beleza dos campos alentejanos quando a Primavera traz os primeiros calores que fazem crescer flores de todas as cores e carregam as árvores de folhinhas verdes tenrinhas.
De vez em quando faz-se uma pausa para escutar a Natureza e não se resiste a tentar captar aqueles momentos únicos. E lá vamos nós à procura do melhor ângulo para perpetuar a beleza que nos rodeia.
De regresso ao “acampamento” já nos espera o ensopado de borrego que cada núcleo da numerosa tribo preparou no dia anterior. Procede-se à prova de ensopado de todas as panelas, como se de um concurso se tratasse… depois ainda há os grelhados, os doces … e claro muito convívio entre todos.
E assim o dia vai-se escoando, o sol começa a descer no horizonte, as cores avermelhadas do fim de tarde, associadas a uma aragem fresca, anunciam o fim do piquenique Pascal.
É hora de desmontar “o circo”, fazer as despedidas e esperar pelo próximo ano. Por agora fica-nos a memória e as fotos que a perpetuam…

Se gostou deste texto pode dar-lhe o seu voto no blogue Aldeia da minha vida nos dias 28,29 e 30 de Abril.

5 comentários:

Andradarte disse...

Bonita descrição.Que saudades de um 'Pic-nic'....
Beijo

Isa disse...

Gostei. Conte com ele.
Beijo.
isa.

Helena Teixeira disse...

Olá Alcinda!
Como escrevi na Aldeia,adorei essa descrição de pic-nic em família.Deu vontade de fazer um pic-nic,pois ha muito que nao faço.Vamos torcer para que venham dias soalheiros :)

Jocas gordas
Lena

Méon, disse...

Por aqui andei a picnicar...

beijoinhos

Joaquim Cosme disse...

Ai Alcinda, aquele ensopado de borrego!
Estou a ficar com cócegas na língua.
Joaquim Cosme