domingo, 20 de dezembro de 2009

O Natal na poesia portuguesa

Matança dos Inocentes, presépio Machado de Castro
e lá está o feio bicho, o tal das tranças de que o poeta nos fala

História Antiga


Era uma vez, lá na Judeia, um rei.
Feio bicho, de resto:
Uma cara de burro sem cabresto
E duas grandes tranças.
A gente olhava,reparava e via
Que naquela figura não havia
Olhos de quem gosta de crianças.
E,na verdade,assim acontecia.
Porque um dia,
O malvado,
Só por ter o poder de quem é rei
Por não ter coração,
Sem mais nem menos,
Mandou matar quantos eram pequenos
Nas cidades e aldeias da Nação.
Mas,
Por acaso ou milagre,aconteceu
Que num burrinho pela areia fora,
Fugiu
Daquelas mãos de sangue um pequenino
Que o vivo sol da vida acarinhou;
E bastou
Esse palmo de sonho
Para encher este mundo de alegria;
Para crescer, ser Deus;
E meter no Inferno o tal das tranças,
Só porque ele não gostava de crianças.


Miguel Torga,Antologia Poética

14 comentários:

Jorge P.G disse...

Um excelente poema de Torga, para mim um dos melhores poetas portugueses de sempre, a acompanhar muito bem aquele que terá sido o melhor presepista.
Resultado: Um óptimo trabalho!

Um abraço e Bom Natal, se não nos "virmos" ainda antes.

Isa disse...

Excelente escolha!
Gostei muito.
Beijo.
isa.

Fernanda disse...

Amiga Alcinda,

Linda a escolha de Miguel Torga!
Parabéns!

Hoje ando de Mãe Natal.

Que este dia possa trazer
momentos de fé e de esperança.
Que possa fazer deste dia
todos os dias da sua vida
Que a paz possa reinar
eternamente no seu coração
Deixando que a alegria...
se manifeste em todos os momentos
da sua vida.

São os meus sinceros desejos...
para si neste Natal.

Beijinhos

Isa disse...

Perdi imensas fotos,qd.arranjei o
computador.
Encontrei uma dias depois da 1ª peripécia dele.
Vou deixar lá.
Beijo.
isa.

Meg disse...

Uma selecção perfeita para "enfeitar" o teu Blog, nesta época.
Força para Blogar, no ano que vem....
beijo
Meg

Jorge P.G disse...

Reitero os meus votos de um Feliz Natal, Alcinda.

Um abraço.

BC disse...

Obrigada Alcinda, também para vós um excelente Natal dos primos de Cascais.
Muita Paz para todo o Mundo.
Beijos

*Lisa_B* disse...

Olá amiga,
agradeço os votos de boas festas e aqui me encontro para retribuir que tenha um Feliz Natal na companhia da familia e que o amor e a paz estejam de mão dada nesta celebração.

Fiquei sem internet ontem devido ao temporal e hoje só consegui liga-la quase às 2h manhã :-(


Beijinhos nossos com carinho.

Acacio Moreira disse...

O mais importante da vida é estar com alguém que sabe fazer de um instante um grande momento...
Bom Natal um 2010 em grande.
Acácio

Isa disse...

Gostava de dar aos meus Amigos prendas lindas,embrulhadas em papel
cheio de estrelas e laços dourados e prateados. Ñ é possível! Então dou-vos o meu Coração cheio de Carinho,Amor e Amizade! O laço,esse,
é feito de Sinceridade e Verdade!
Santo Natal.
Beijo.
isa

Cristina disse...

Um bonito poema dos nossos livros de escola.
Desejo-lhe a continuação de Boas Festas, e um excelente 2010, com tudo aquilo que mais desejar, e ao lado de quem mais amar.
Beijos!
Felicidades!

Cristina disse...

Um bonito poema dos nossos livros de escola.
Desejo-lhe a continuação de Boas Festas, e um excelente 2010, com tudo aquilo que mais desejar, e ao lado de quem mais amar.
Beijos!
Felicidades!

ellen disse...

Venho desejar-lhe continuação de BOAS FESTAS e um FELIZ ANO NOVO 2010. Alcinda!
Tudo de bom, com muita paz e muita saúde também... ela é um bem precioso para ajudar à felicidade!

Beijinho para si

Sil disse...

Feliz Ano Novo!

É chegado um Novo Ano
Junto a ele encerram-se alguns capítulos
É chegado um Novo Tempo
Cabe a nós fazê-lo realmente Novo.

É tempo de levantar as mãos aos céus e agradecer
Abrir os olhos do coração, reconhecer a luz soberana sobre nós
Receber uma graça especial para trilhar novos caminhos
Acordar os sonhos adormecidos, e pela fé, trazê-los a existência.

É tempo de esvaziar os odres para receber vinho novo
Abrir novas páginas, escrever novas histórias
Multiplicar os abraços, as ações de bondade
Valorizar o outro, almejar o amor, a paz

É Tempo de alcançar o inalcançável
Abraçar os dias com gratidão, alegria e perseverança
Replantar sementes, colher novas flores, novos frutos
Transpor fronteiras com ousadia e firme esperança.
(Arnalda Rabelo)

Saúde...amor...paz...conquistas...sorrisos!!!
Feliz 2010!
Beijuus...
Sil