domingo, 17 de maio de 2009

Catarina de Bragança, infanta de Portugal, rainha de Inglaterra


Acabei agora de ler o livro de Isabel Stilwell, Catarina de Bragança, A Coragem de uma Infanta Portuguesa que se tornou Rainha de Inglaterra. Este livro conta a história de Catarina de Bragança desde o nascimento até à morte. A escrita da autora é muito simples e fluida. O livro não pretende ser uma obra-prima da literatura, apenas uma biografia completa da rainha. Apesar de alguns factores serem romanceados, todas as fases da vida de Catarina são contadas com muito rigor histórico e são raras as personagens do livro que não são reais.
O livro começa por contar a infância simples e despreocupada de Catarina e de seus irmãos no Palácio de Vila Viçosa. Tendo o seu pai sido aclamado rei após o domínio Filipino ,a sua vida sofre uma grande transformação.Da Vila Viçosa Natal, Catarina vem para Lisboa, onde D:João IV e D. Luisa de Gusmão encontrarão sérias dificuldades para vencer a guerra com Castela.

Paço da Ribeira, Lisboa, Séc. XVII

No Paço da Ribeira a tragédia parecia não os abandonar! Aí perdeu os seus dois irmãos mais velhos, Teodósio, o herdeiro do trono, e Joana, a sua confidente.
Com a morte de sua irmã, coube-lhe a ela a tarefa de fazer um casamento útil ao esforço de guerra. Foi também aqui que começou a formar o seu carácter com a influência positiva de Padre António Vieira e de seus pais. Poderíamos dizer que Catarina herdou o melhor de cada um dos seus pais: o carácter forte da mãe e o feitio doce do pai.

Depois de uma longuíssima negociação o seu casamento com o rei Carlos II, de Inglaterra, é estabelecido e a vida desta jovem infanta de Portugal, rainha de Inglaterra deu este enorme romance, que me parece rigoroso nos dados históricos e nos dá também uma ideia das diferenças culturais entre os dois países e do peso da religião na época.



7 comentários:

Isa disse...

Bom domingo!Como se sente? :)
Ainda ñ li o livro,mas como aprecio
Biografias de Figuras da História,
portuguesa ou ñ, está na fila,à
minha espera.
Sempre admirei esta D.Catarina,que
tão pouco feliz foi.Entrou numa Corte tão diferente da do Rei seu pai.
Despertou-me o interesse.
Beijo.
isa.

Andradarte disse...

Sabe que estou a apreciar estes seus posts, pois como não sou
grande leitor, acabo por saber a história ou enredo, sendo fácil
de ler, o que escreve.
Gostei dos slids do Miguel Angelo e do Leonardo, faltando o do Rafael, para a trindade estar completa.
Beijo

Isa disse...

Sabe,situar no tempo,na História,
uma pessoa,ir ao encontro das características,entender o "porquê"
é maravilhoso para mim.
Estou a ver que também gosta.
E..."Viva o Arroz de Pato"...
Beijo.
isa

Pico minha ilha disse...

Uma boa leitura que ainda não li.Sabe ando a fazer as vésperas para o Espirito-Santo, por isso trabalho e mais trabalho.Alguns de meus escritos tenho guardados, mas quase sempre saem na hora, 5 minutos deu para escrever e fazer o post de hoje, as fotos tenho-as numa pasta no computador.Beijinhos Alcinda e melhoras

Baila sem peso disse...

Boa noite!
Como vai a recuperação?
Hoje passo muito depressinha
Ando nas (lentas) mudanças
Da casa da minha princesinha.

Dos livros...agora é tão difícil
Encontrar tempo pra ler!!!
E aqui, venho deixar desculpas
Por passar a correr!

Mil beijinhos e as melhoras!
(A Layla agradece o carinho!)
E muitas leituras em boas horas!

Beijos

Susete Evaristo disse...

Comprei em Outubro de 2008 li e gostei. Gosto de romances históricos e nem me preocupo se são pesquisa histórica ou apenas ficção.
Da mesma autora em 2007 li "Filipa de Lencastre" cujo subtitulo é "A rainha que mudou Portugal" também é muito bom aliás gosto da forma de escrita de Isabel Stilwell.
Há tempos li também sobre outra rainha de Portugal, "Rosa Brava" de José Manuel Saraiva, cuja descrição nos dá um olhar diferente do que a História nos deixoude "Leonor Teles" a rainha que um dia foi chamada de (Aleivosa)

Ricardo Calmon disse...

Saber aprofundar-se na história,permanecer e emergir entre cultura e sensibilidade ,percebemos usina fantástica,que exalas em dígito forma,a pessoa linda,culta e sensível que és!

Viva a Vida!

Amamos Pessoa sua!

Bem Hajas!
Queremos consigo ,como neófitos de vida e cultura sua,assimilar,aprender,sentir e vivas darmos à Vida!
Viva a Vida Linda Pessoa Nossa!